Evolução do Luxo: Adaptando-se às novas demandas do consumidor

Evolução do Luxo: Adaptando-se às novas demandas do consumidor

As empresas de luxo estão mudando a forma como operam, como um sinal dos tempos. A velha maneira de fazer as coisas não se aplica mais aos novos ricos de hoje, que esperam que os temas modernos se combinem com a decadência antiquada.

Mas o que isso significa para as empresas? Exploramos esse assunto fascinante da evolução do luxo. Há mais a refletir do que você imagina.

Luxo consciente

No topo da lista de prioridades do consumidor na década de 2020 está o luxo consciente. Os clientes querem saber que os produtos que estão comprando não representam sofrimento ou danos ambientais.

O crescimento na popularidade dos diamantes de laboratório é um exemplo disso. Os ricos já não estão dispostos a comprar produtos que envolvam o sofrimento dos trabalhadores ou mesmo o assassinato de pessoas inocentes para aumentar as margens de certas empresas.

O luxo consciente também está aparecendo na forma como as pessoas ricas abordam as compras. As pessoas já não querem comprar coisas que possam causar danos ao património cultural. Muitos procuram itens com qualidades atemporais que não exigirão substituição em um futuro próximo.

Materiais inovadores

A evolução do luxo também se dá pela experimentação de materiais inovadores para melhorar seus produtos. Há vinte anos, não era possível comprar um carro de luxo com chassi de fibra de carbono, mas hoje a maioria das marcas está fazendo isso.

Os materiais são um sinal de riqueza. Há cinquenta anos, as bicicletas de titânio seriam a próxima grande novidade. No entanto, outros materiais os substituíram por vários motivos, incluindo a facilidade de fabricação.

Atendimento ao cliente de IA

Outra tendência na evolução do luxo é vista na mudança das operações das marcas, com a inclusão de IAs avançadas para oferecer um melhor serviço aos clientes. As empresas querem estar sempre disponíveis para seus clientes com baixo custo, independente da hora ou do dia.

Historicamente, isso significava contratar representantes de atendimento ao cliente com grandes custos. As principais marcas contratavam pessoas para ficarem sentadas ao lado do telefone a noite toda, esperando a ligação dos clientes.

Contudo, as novas empresas estão se desfazendo cada vez mais desse tipo de abordagem. Os sistemas novos são inteligentes o suficiente para realizar conversas completas em tempo real, sem exigir pré-programação. Os computadores também podem tomar medidas para resolver os problemas dos clientes, como marcar compromissos em seu nome. Isso não quer dizer que os robôs possam substituir totalmente os agentes regulares de atendimento ao cliente – eles ainda não podem. Mas eles podem chegar bem perto.

Armazenamento de itens fora do local

Outro desenvolvimento que estamos vendo no espaço na evolução do luxo é a tendência de armazenar produtos localmente e fora do local. As empresas procuram distribuir seus riscos e permitir uma distribuição mais eficiente.

Para alcançar isso, muitas estão adotando o autoarmazenamento flexível, como a Pink Storage por exemplo, uma empresa atuante no setor. “As empresas desejam utilizar instalações de autoarmazenamento para manter seus estoques valiosos seguros. Muitas delas mantêm segurança 24 horas por dia, 7 dias por semana e constroem cercas perimetrais para garantir a segurança dos bens dos clientes”.

Varejo experiencial

Evolução do Luxo: Adaptando-se às novas demandas do consumidor

O varejo experiencial é outra tendência emergente na evolução do luxo. As marcas estão tentando selecionar novas experiências para os clientes que vão além de entrar em uma loja, pegar itens, pagar por eles e sair.

Historicamente, algumas marcas de roupas tentaram isso. A Hollister, por exemplo, diminuía as luzes de suas lojas e adicionava névoa ao ambiente para dar-lhe uma sensação de outro mundo.

A maioria das empresas está usando Experiências VIP para aumentar o envolvimento do cliente. Em vez de simplesmente convidar as pessoas para uma loja, eles as levam em uma jornada por suas empresas e permitem que elas vejam como tudo funciona nos bastidores.

Essas experiências parecem enigmáticas, mas ajudam a construir relacionamentos mais próximos entre as marcas e seus clientes. Os clientes sentem que confiam mais na marca e podem construir relacionamento com ela.

Também é agradável para os clientes que admiram a marca. A chance de ver como toda a operação funciona e o que está por vir é uma oportunidade emocionante para muitas pessoas.

Programas de sócios

Os programas de adesão são outra maneira pela qual as empresas de luxo estão transformando suas operações. Em vez de solicitar que os clientes paguem antecipadamente pelos produtos, muitas empresas oferecem pacotes de serviços que proporcionam uma grande vantagem em relação à compra individual de produtos.

Esses programas frequentemente incluem um componente de conveniência. Por exemplo, as marcas selecionam automaticamente produtos para seus clientes com base em suas preferências ou os entregam regularmente, fazendo novos envios sempre que os níveis dos produtos existentes diminuem.

A inclusão de privilégios especiais para clientes fiéis pode ser ainda mais eficaz. Experiências VIP incentivam os clientes a gastar mais para garantir que recebam o melhor tratamento.

Tecnologia integrada em produtos

Algumas marcas também estão tomando a iniciativa ousada de integrar tecnologia em seus produtos. Historicamente, isto nem sempre funcionou muito bem, mas na economia de hoje isso é bastante valioso.

Por exemplo, os fabricantes de vestuário de gama ultra-sofisticada estão utilizando nanotecnologias caras para melhorar o desempenho das suas roupas. Esses materiais têm propriedades hidrofóbicas, o que significa que nunca ficam molhados ou manchados, permanecendo respiráveis ​​como uma roupa normal.

Outros exemplos incluem coleções de edições limitadas de produtos que já são populares. As montadoras de luxo costumam construir séries, de cerca de uma dúzia de modelos exclusivos, que incluem materiais especiais, novo gerenciamento de computador ou conectividade avançada.

Experiência de compras em realidade virtual

Evolução do Luxo: Adaptando-se às novas demandas do consumidor
Evolução do Luxo: Adaptando-se às novas demandas do consumidor

Também estamos vendo muitas dessas empresas incorporarem a chamada “experiência de compras em realidade virtual” nas jornadas dos clientes. A ideia aqui é proporcionar às pessoas a mesma experiência, sem a necessidade de se deslocar até a loja física.

Novamente, a tecnologia ainda não é perfeita, mas fornece informações sobre o futuro das compras e da terapia de varejo. Em última análise, o conceito tem a capacidade de ser ainda melhor do que as compras convencionais porque permite que os designers construam o ambiente que desejarem. Eles não estão mais restritos ao tamanho e layout da unidade do shopping, por exemplo. Podem ousar e ser criativos com muito mais possibilidades.

Presença de comércio eletrônico

Outra mudança na evolução do luxo é a crescente presença no comércio eletrônico. As empresas estão percebendo que a melhor maneira de alcançar sucesso é atrair o público mais jovem online.

Mais uma vez, essas estratégias podem ir contra as suas vontades, mas são no entanto, essenciais. As marcas precisam listar seus produtos online para chamar a atenção de indivíduos ricos que raramente, ou nunca, visitam os shoppings.

Fica a reflexão

O setor de luxo está se adaptando a demandas por sustentabilidade, tecnologia avançada, e experiências personalizadas, refletindo mudanças significativas nos valores e expectativas dos consumidores contemporâneos.

Compartilhe esse artigo

Inteligˆência Emocional

Sumário

Artigos Relacionados